sábado, 17 de abril de 2021

ISABEL da NÓBREGA


D.L.66

"...Musa de dois dos grandes intelectuais portugueses do século XX — o escritor José Saramago e o crítico e ensaísta João Gaspar Simões –, arrancou-lhes atitudes radicais, mas é ela própria dona de uma obra literária singular no panorama português, que precisa urgentemente de ser redescoberta.

...Tendo em conta a realidade da sociedade portuguesa nos anos 60, o encontro entre Isabel da Nóbrega e José Saramago era altamente improvável. Ela, filha de um reputado médico, educada no protestantismo, membro da alta-burguesia intelectual, há anos a viver com o mais feroz dos críticos literários, João Gaspar Simões, a quem se devem os primeiros estudos e divulgação da obra de Fernando Pessoa e heterónimos. Ele, um neto de porqueiros do Ribatejo, ex-torneiro-mecânico com aspirações a escritor, que trabalhava como tradutor e fazia os textos para as badanas dos livros da Estúdios Cor. Isto posto assim poderia ser um plot para um romance neo-realista ou para um filme surrealista. Mas a realidade é sempre mais interessante que a ficção e mais surreal do que o surrealismo.
..." (ler +)

D.L.67

D.L.71

D.L.

quarta-feira, 31 de março de 2021

MARIA JOÃO PIRES

D.L.51



D.L.60


D.L.61

D.L.63

D.L.65


D.L.69



D.L.70


D.L.72


A pianista Maria João Pires vai renunciar à nacionalidade portuguesa, ... (daqui)

sábado, 27 de março de 2021

RACHEL DE QUEIROZ

 

D.L.


"... Qual será, nesta vida, o jovem satisfeito? Um jovem pode nos fazer confidências de exaltação, de embriaguez; de felicidade, nunca. Mocidade é a quadra dramática por excelência, o período dos conflitos, dos ajustamentos penosos, dos desajustamentos trágicos. A idade dos suicídios, dos desenganos e, por isso mesmo, dos grandes heroísmos. É o tempo em que a gente quer ser dono do mundo - e ao mesmo tempo sente que sobra nesse mesmo mundo. A idade em que se descobre a solidão irremediável de todos os viventes. Em que se pesam os valores do mundo por uma balança emocional, com medidas baralhadas; um quilo às vezes vale menos do que um grama; e por essas medida, pode-se descobrir a diferença metafísica que há entre uma arroba de chumbo e uma arroba de plumas. 
..." (ler+)

"Quinta ocupante da Cadeira 5, eleita em 4 de agosto de 1977, na sucessão de Candido Motta Filho e recebida pelo Acadêmico Adonias Filho em 4 de novembro de 1977.

Raquel de Queirós nasceu em Fortaleza (CE), em 17 de novembro de 1910, e faleceu no Rio de Janeiro (RJ) em 4 de novembro de 2003. Filha de Daniel de Queirós e de Clotilde Franklin de Queirós, descende, pelo lado materno, da estirpe dos Alencar, parente portanto do autor ilustre de O Guarani, e, pelo lado paterno, dos Queirós, família de raízes profundamente lançadas no  Quixadá e Beberibe.

..." (daqui) 

terça-feira, 9 de março de 2021

FERNANDA DE CASTRO




J.daM.1918

J.daM.1919



D.L.21






I.P.21

ACap.21

I.P.22


D.L.24


Contemp.24

Dom. Ilust.1925

ACap.1925

Pan.42

D.L.53

D.L.56

D.L.60

GCF 60

D.L.63



D.L.70

D.L.71